JORNAL - CORREIO DA BAHIA - CADERNO VIAJAR - 26/09/2001

 

Repouso em águas serenas, Barra Grande se transformou em importante destino turístico pela beleza das praias e da natureza preservada.
    
Para encontrar uma pérola é preciso abrir a concha que a oculta. A maioria das coisas raras e belas deste mundo permanece meio escondida e são necessárias doses de paciência para achá-las. O mesmo se pode dizer de certos lugares como Barra Grande, o recanto das águas tranquilas e cristalinas. Chegar até lá é uma tarefa difícil, mas pode ter certeza de que será bem recompensada.

 

Sobre nós

Existem duas maneiras de conhecer Barra Grande. A primeira é percorrer 90km de estrada sem pavimentação e completamente esburacada, através do entroncamento da BR-101, na altura de Ubaitaba. A rodovia é a BR-030, que corta toda a Península de Maraú. Outra opção é se aventurar pelo mar. Nesse caso, é necessário se deslocar até a cidade de Camamu, de cuja baía partem embarcações nada modernas.

O acesso complicado fez com que o local conservasse a atmosfera típica de uma antiga vila de pescadores, com a natureza praticamente intacta. Ao se aproximar desse pequeno lugarejo pertencente ao município de Maraú, constata-se que o paraíso é bem mais perto do que se imagina e que o esforço não foi em vão. Esfregue bem os olhos para se certificar de que não se trata de miragem.

Você está diante de uma das mais vibrantes paisagens do estado. De cara, o que chama a atenção são as praias, banhadas pelas águas da baía, que parecem imóveis. Aliás, a calmaria atinge tudo mais no lugar. Desde o balançar dos galhos dos inúmeros coqueiros espalhados pelo litoral até o movimento dos peixes, facilmente visíveis de qualquer parte do mar claro e azulado, semelhante a um aquário natural. Não é à toa que Barra Grande é destino certo de muitos mergulhadores.

Jairo Costa Júnior

 

 

Barra Grande sempre despertou muitas paixões
por Jairo Costa Júnior


É muito freqüente em Barra Grande encontrar alguém que, após uma temporada no lugar, tenha se mudado de mala e cuia para lá. De fato, é fácil se encantar pelo clima de tranqüilidade que ronda o vilarejo, bem diferente do frenesi das grandes cidades ou da badalação de centros turísticos mais famosos, como Porto Seguro. O difícil é abrir mão dos confortos da modernidade, mas quem optou pela vida praiana não tá nem aí.

A tela da televisão é facilmente substituída pela imagem viva das praias, lagoas e ilhas. A música vem do canto dos sábias, sanhaços e bem-te-vis, existentes aos montes pelo local. Celular só é necessário em última instância, pois a comunicação é direta, sem intermediários. Fala-se daqui, ouve-se dali. E o cinema, bem, você está no próprio cenário.

“"Eu me apaixonei”" - essa é a justificativa de Josete Santos Cavalcanti para ter largado o emprego de contadora em Salvador e ido morar no povoado. Jô, como é chamada, conheceu Barra Grande há oito anos com seu marido, Zemaro Machado Cavalcanti. “"Gostamos do lugar e resolvemos voltar para comprar um lote”", conta. Tinham planos para construir uma casa quando, num desses golpes do destino, acharam uma pousada à venda.

“"Eu e Zemaro decidimos na hora adquirir o imóvel. Nem pensamos duas vezes”", relembra. Resolveram depois que iriam colocar a pousada para funcionar. “"Meu esposo pediu dispensa na empresa de transporte em que trabalhava e a partir daí nos mudamos de vez”". O nome escolhido para o novo empreendimento não poderia ser outro: Meu Sossego. Perguntada se ela não pensa em voltar à rotina da grande cidade, a resposta é lacônica: “"Não”".

 

 

As diversas faces do litoral

A principal característica de Barra Grande é a diversidade da natureza. Em qualquer direção tomada, surgem lugares novos e inesperados. Então, o melhor que você tem a fazer é elaborar um roteiro diferente a cada dia e pode ter certeza de que boas surpresas o aguardam. Comece sua descoberta caminhando pelos arredores da vila. Cerca de três quilômetros depois do povoado central, se localiza Campinhos. O local chegou a ser cogitado para construção do porto, que acabou sendo transferido para Ilhéus. A marca principal do lugar são as praias calmas, límpidas e profundas, cercadas de recifes. Pegue sua máscara de mergulho, respirador e pé-de-pato e aproveite para se misturar às centenas de espécies de peixes.

Continue andando pelo litoral até chegar a Taipus de Fora. Aqui, o que impressiona são as piscinas naturais formadas com a vazante da maré, ótimas para um banho a dois. Escolha a sua predileta (são dezenas), relaxe e aproveite, sem se preocupar em ser incomodado. Esqueça o tempo, pois em Barra Grande isso é o que menos importa, e recomece suas andanças. Em poucos minutos, encontar-se a Ponta do Mutá. A mudança de cenário será completa, tendo em um extremo a calmaria do mar, e do outro, a sua face mais revolta. O contraste formado entre a agitação e a tranqülidade das águas é a prova de que o espetáculo da natureza pode ser mais inesperado do que se imagina. Está começando a zona das grandes ondas, excelente para surfistas, cujo epicentro é Saquaíra. Você pode até não ter notado, mas já foram percorridos 20 quilômetros. Pare para tomar uma água-de-coco. Nem precisa comprar, por que em Saquaíra os coqueirais pertecem a todos.

Retorne para Barra Grande e se dirija até a Praia dos Três Coqueiros. É hora de curtir o pôr-do-sol. Durante o ocaso, será muito comum ver pequenas rodas de violão em volta da areia. Não se faça de rogado, se aproxime e peça licença para participar desse momento. Não haverá problema algum. Se souber tocar e cantar, faça-o. Caso contrário, apenas ouça e sinta o clima de paz que ronda o lugar.
Outro roteiro interessante é conhecer o circuito de águas doces. O ponto de partida é o Rio Carampitangui, que cruza toda a Península de Marau. Embora possua uma lama escura no fundo, é excelente para tomar banho, desde que se entre calmamente, a fim de não espalhá-la. Deslocando-se 10km ao norte do vilarejo, estão as famosas lagoas, a exemplo da Azul, freqüentada por quase todos os turistas que visitam o local.

©2017  criado por Gisela Melloso

Faça sua reserva:

(73) 3258-6012

Siga-nos: